Joana Portela

Joana Portela nasceu em Moçambique, em 1975. Formou-se em Coimbra, em Línguas e Literaturas Clássicas e Portuguesa, com mestrado em Estudos Clássicos. Iniciou a actividade profissional como assistente na Faculdade de Letras de Coimbra. Entre 2002 e 2004 trabalhou em Moçambique como voluntária de uma ONGD, abraçando projectos de educação formal e não formal. Dessa experiência resultou o livro Escritas de Fonte Boa (Profedições) e o artigo académico “Minha vida sem ti é como uma enxada sem cabo: Um olhar etnográfico sobre a educação numa escola de Moçambique”, na revista Antropologia Portuguesa. De regresso a Portugal, frequentou cursos de especialização na área das ONGD e da Cooperação para o Desenvolvimento. Trabalhou no Graal como técnica de projectos de intervenção social, no âmbito da igualdade de oportunidades, educação para o desenvolvimento, migrantes e minorias étnicas. No final de 2006, as surpresas da vida levam a sua família a mudar-se para Aveiro e o rumo profissional a tomar outros caminhos. Envereda pela área da edição de livros, frequenta outro mestrado, agora em Estudos Editoriais na UA, enquanto trabalha como assistente editorial numa editora infantil e depois nas Edições Almedina, em Coimbra. Quando a família volta a aumentar, opta por trabalhar a meio tempo como revisora de texto freelancer, actividade profissional que mantém até hoje. Com a infância dos filhos, os temas da educação (em sentido lato) e da literacia emergente tornam-se preocupações centrais e também cívicas. Desde 2013, colabora mensalmente com o jornal Correio do Vouga, com artigos de opinião sobre temas educativos. Actualmente vive em Moura, no Alentejo.

Foto Autor