Divulgamos hoje mais um projeto que se candidatou ao Prémio Semana ALV 2018.

Em agosto/setembro de 2017, o Centro Qualifica da Rui Pena & Associados em Matosinhos, iniciou um projeto piloto para certificar os primeiros Técnicos/as de Máquinas Florestais em Portugal.

As principais profissões do setor são a de Motosserrista e de Operador/a de Máquinas Florestais. Trata-se de profissões que não têm qualquer escola de formação/centro de formação especializado em Portugal (ao contrário do que acontece o resto da Europa), sendo que os operadores destes equipamentos, são adultos que abandonaram precocemente a escola para irem trabalhar nestas empresas, tendo aprendido a profissão no próprio contexto de trabalho.

Continuamos a divulgar os projetos que se candidataram ao Prémio Semana ALV 2018. Hoje apresentamos as atividades desenvolvidas pela Associação INCLUIR+.

Esta Associação estimula a economia social, uma vez que, fruto da vontade expressa das integrantes do Clube de Costura, as mesmas são remuneradas pelo trabalho realizado quando manifestarem esse interesse. A par das artes manuais realizam visitas e passeios que consideram estimulantes e geradoras de pensamento crítico para os seniores, utentes e sócios que os acompanham.

As pessoas com mais de 40 anos que não são 'nativos digitais' e que irão trabalhar mais vinte a vinte e cinco anos, vão sentir necessidades de formação. A literacia digital é uma área permanente de aprendizagem, uma vez que as oportunidades e as tecnologias digitais estão constantemente a mudar. Mas para lá de competências técnicas e conhecimentos sobre tecnologia é necessário promover uma abordagem crítica e reflexiva da tecnologia, assim como a conscientização sobre a proteção de dados e o manuseio responsável dos dados.

Ao longo de janeiro e fevereiro, o principal foco temático da EPALE é no papel do digital na aprendizagem de adultos.

Durante este período iremos divulgar, em português, alguns textos disponíveis nesta plataforma.

Hoje divulgamos um texto de Karin Kulmer que nos revela eventos e iniciativas na Áustria onde a transformação digital é agora uma parte importante da educação de adultos.

Continuamos a divulgar os projetos que se candidataram ao Prémio Semana ALV 2018. Hoje apresentamos as atividades desenvolvidas com adultos na Escola Secundária de Valongo, escola sede do Agrupamento de Escolas de Valongo (AEV).

Esta escola tem ofertas educativas no âmbito da educação e formação de adultos e envolvem os formandos em atividades extracurriculares, fomentando o seu desenvolvimento pessoal, favorecendo um maior enriquecimento cultural e uma melhor inclusão social permitindo, assim, assegurar uma melhor relação consigo próprio e com os outros.

Simultaneamente, promovem o desenvolvimento das competências pessoais de cidadania através de uma formação não formal integrando-os na vida ativa e na relação com o mundo.

Pelo quinto ano consecutivo, a EAEA (Associação Europeia para a Educação de Adultos) publicou os relatórios anuais por país a fim de fornecer uma visão da sociedade civil sobre a situação da educação de adultos na Europa. A edição de 2018 reúne informações sobre os desenvolvimentos na educação de adultos de 37 países. As informações específicas, por país, sobre a política de educação de adultos permitem comparar a situação do nosso país com os restantes, recolher ideias e boas práticas doutros países e podem até ser uma ferramenta para influenciar a política económica da Comissão Europeia.

Disponibilizamos aqui, em português, o relatório referente a Portugal.

A iniciativa Semana ALV da Associação O Direito de Aprender vem mencionada no relatório, o que muito nos satisfaz e esperamos que o novo ano que se aproxima seja um bom ano para todos e particularmente para a Educação de Adultos e Aprendizagem ao Longo da Vida.

Continuamos a divulgar os projetos que se candidataram ao Prémio Semana ALV 2018. Hoje apresentamos o Centro de Emprego e Formação Profissional de Coimbra do IEFP – Instituto do Emprego (CEFCO) que, nos últimos anos, tem tido um olhar crítico sobre alguns fatores determinantes no processo de ensinar e aprender. Novas e diferentes estratégias metodológicas no processo de ensino/aprendizagem, utilizadas em diversos contextos de aprendizagem, têm sido encaradas como agentes criativos e inovadores que influenciam a qualidade do que se aprende e a forma como se aprende.

Este Centro, que abrange os concelhos de Cantanhede, Coimbra, Condeixa, Mealhada, Mortágua e Penacova (Serviço de Emprego de Coimbra) assim como Figueira da Foz, Mira, Montemor-o-Velho e Soure (Serviço de Emprego da Figueira da Foz), tem desenvolvido a utilização do Scratch como uma ferramenta facilitadora na explicação de alguns conceitos informáticos na formação de adultos.

O Prémio Semana ALV permite não só distinguir os projetos que o júri decidiu destacar, mas também conhecer projetos de qualidade que existem em Portugal.

O Júri do Prémio Semana ALV 2018, que se congratulou pela qualidade e diversidade dosprojetos apresentados, considerou que seria importante divulgarmos todos esses projetos no site. Assim, iremos começar a divulgar no nosso site os projetos que se candidataram ao Prémio em 2018.

Iniciamos esta divulgação com a rede de aprendizagem ‘Forma-te’ que é um espaço de partilha de opiniões, informações, conhecimentos, experiências e práticas relacionadas com a Formação e Ensino Profissional.

Hoje é Dia Internacional do Voluntariado (5 de dezembro).

Os voluntários podem contribuir para o setor de aprendizagem de adultos, trabalhando em conjunto com a equipa local para fornecer educação básica e aprendizagem de idiomas, ou de outras maneiras, como ajudar em pequenos empreendimentos comunitários e formação de competências. Mas não se trata apenas de competências básicas e alfabetização - voluntários com experiência em negócios ou marketing, por exemplo, podem ajudar pessoas com as competências necessárias para montar e administrar uma pequena empresa. Eles podem ajudar a desenvolver relações interculturais e permitir que os adultos ganhem a vida ou entendam seus direitos humanos.

Neste mês de dezembro pode encontrar projetos e recursos sobre o papel do voluntariado na aprendizagem dos adultos na EPALE Plataforma Eletrónica para a Educação de Adultos na Europa.

Aqui na Aprender divulgamos um texto que traduzimos para português do Coordenador Temático da EPALE Simon Broek, sobre o papel importante dos voluntários na aprendizagem de adultos, mas também pede que não nos esquecemos de que os voluntários não devem ser usados para substituir os educadores de adultos.

Já estão disponíveis no site da Semana ALV as fotos do Encontro que decorreu no dia 22 de outubro no auditório 2 da Fundação Calouste Gulbenkian.

Tivemos reações muito positivas da forma como decorreu o Encontro o que para nós é obviamente uma satisfação.

As Atividades Locais são uma componente muito importante da Semana Aprender ao Longo da Vida, que visam incentivar pessoas e organizações a desenvolver, a nível local, iniciativas de diferentes formas de aprendizagem despertando nas pessoas a curiosidade e incentivando o gosto por saberem mais.

Este foi o ano em que se realizaram mais Atividades Locais e, em grande parte, pelo trabalho que a Rede de Centros de Ciência Viva desenvolveu e que merece o nosso reconhecimento.

Precisamos de mobilizar muitas outras redes e pessoas ou entidades, para que esta iniciativa seja uma realidade mais forte e visível a escala nacional.

Hoje damos destaque a algumas Atividades Locais que se realizaram na Semana Aprender ao Longo da Vida 2018:

- Alcobaça – Centro Qualifica de Cister do Agrupamento de Escolas de Cister

- Câmara de Lobos – Cursos EFA da Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos da Torre

- Cascais – Coletivo “Em Órbita”

- Torres Vedras – Projeto “Andar na Rua”