Historiana - O Seu Portal para o Passado

Historiana é um site que tem recursos para educadores e estudantes de história, incluindo ferramentas digitais inovadoras, minicolecções, com curadorias e atividades de aprendizagem com conteúdos relacionados com a história europeia.

É uma iniciativa do EUROCLIO European Association of History Educators, de que faz parte a Associação Portuguesa de Professores de História (APH).

Historiana ganhou recentemente o Prémio LLL 2017 (Prémio de Aprendizagem ao Longo da Vida) durante a Semana de Aprendizagem ao Longo da Vida em Bruxelas. O prémio reconheceu o Historiana como um exemplo de boas práticas no campo da “Educação e Pedagogia Inovadora”.

No ano europeu do Património Cultural chamamos a atenção para a necessidade urgente de analisarmos a história e o património para nos ajudar observar o nosso próprio passado através dos olhos do "outro" e a entender as diferenças para superar as divisões.

De lamentar a ausência completa de participação de Portugal, mesmo em temas em que infelizmente temos larga experiência como o tema da censura.

Historiana está orientado principalmente para estudantes de história, cidadania e património cultural (desde os 14 anos), professores e educadores na história. Mas também poderá ser consultado por todos aqueles que independente da idade estão interessados em história e património.

Este site só se encontra disponível em inglês.

O que é Historiana?

O programa do EUROCLIO ‘Historiana - O seu portal para o passado’ é uma ferramenta educativa multimédia on-line que oferece aos alunos fontes históricas comparativas de múltiplas perspetivas e transfronteiriças para complementar os livros nacionais didáticos de história.

Historiana pode ser considerado como uma alternativa digital ao livro de texto europeu, no entanto, o site não tenta apresentar uma "história da Europa" abrangente e a sua relação com o resto do mundo. Ele oferece um quadro para comparar e contrastar o impacto e as respostas das nações da Europa a uma série de eventos e desenvolvimentos diferentes que moldaram o mundo desde o passado distante até aos tempos modernos.

Historiana promove a aquisição de conhecimento histórico transfronteiriço e o desenvolvimento de pensamento crítico, digital e de outras competências transversais importantes para preparar uma geração jovem para participar ativamente como cidadãos do século XXI.

Educadores de história e historiadores de mais de 30 países contribuíram ativamente para a presente ferramenta on-line. Recentemente, educadores da Índia, Oriente Médio, África do Norte e Estados Unidos também manifestaram interesse em contribuir para o site.

Historiana continuará a crescer à medida que mais e mais contribuidores enviem material adequado.

Por que Historiana foi iniciada?

A história é uma parte inseparável do projeto de integração europeia. As histórias nacionais são tradicionalmente introspetivas e ensinam pouco sobre as ligações entre as nações. A história pode ajudar os jovens a compreender o espaço europeu e a sua relação com as suas próprias identidades. Indubitavelmente, a maioria das nações na Europa conta com um grande número de estudantes cujas famílias imigrantes ou de minorias não partilham uma experiência histórica comum. Nessa medida, os professores de história lidam cada vez mais com culturas históricas heterogéneas, refletidas na pluralidade dos seus alunos. Na verdade, eles não podem simplesmente criar narrativas históricas ‘mais inclusivas’, pois a população estudantil diversificada também introduz perspetivas diferentes e frequentemente conflituantes numa tentativa de dar sentido aos ‘mesmos’ eventos. Portanto, é evidente a necessidade urgente na educação histórica de uma nova abordagem para a educação da história baseada na compreensão mútua e no multiperspectivismo. Historiana fornecerá essa abordagem e também inclui fontes audiovisuais e recursos interativos. Ao fazê-lo, utilizará a riqueza de fontes materiais digitalizados por museus, arquivos e outros institutos de património, oferecendo oportunidades sem precedentes para tornar a história e o património tangíveis para os estudantes. Historiana ajudará os educadores a encontrar materiais e recursos que já estão online, tornando-lhes mais acessível o material educacional relevante. Historiana conseguirá isso, permitindo que os utentes acedam por tema, período e localização. Uma vez que o foco do projeto está em implementação, omaterial selecionado será complementar aos diferentes currículos na Europa.

Explorar a História e o Património da Europa

‘Explorar a História e o Património da Europa’ é financiado pelo Programa de Aprendizagem ao Longo da Vida da UE - Comenius. O ambicioso objetivo do ‘Explorar a História e o Património da Europa’ é construir uma ferramenta educacional online sobre a história e o património a partir de uma perspetiva europeia. Uma perspetiva europeia sobre história e património ajuda-nos a olhar para o nosso próprio passado através dos olhos do ‘outro’ e a compreender as diferenças para superar as divisões. A abordagem temática permite rastrear os desenvolvimentos a longo prazo, ver e analisar pontos decisivos na história e ver semelhanças e diferenças entre acontecimentos e locais. Múltiplas perspetivas sobre o passado e comparações inter e intraestados ajudam, no que diz respeito à diversidade, a mostrar o que as pessoas partilham. Podem ser adicionados novos materiais ao site educacional, que foi denominado “Historiana - O seu portal para o passado”. Os historiadores académicos e os profissionais de educação da história são convidados a ajudar na construção e na experimentação desta ferramenta para a tornar melhor e mais representativa.

Em: http://historiana.eu/about/about-projects

Sobre o projeto

Silenciando os cidadãos através da censura

Quando um estado decide o que as pessoas podem ver, ler e conhecer, podemos falar de censura. É tão antigo quanto as primeiras civilizações. A censura e a propaganda têm sido usadas como ferramentas para controlar as pessoas em países e regimes, independentemente da ideologia do estado. A censura e a propaganda em regimes ditatoriais e totalitários podem ser estudadas em muitos contextos históricos. A censura tem sido aplicada de diferentes formas, dependendo de diferentes histórias e propagandas nacionais por um determinado regime e circunstâncias. Exemplos impressionantes podem ser encontrados na Itália de Mussolini entre 1922-1943 sobre os valores familiares tradicionais, na Alemanha de Hitler entre 1933-1945 sobre a arte ou na Espanha de Franco de 1939-1975 sobre assuntos religiosos. Após a Segunda Guerra Mundial, pode-se mencionar a Hungria e os seus muitos escritores na oposição, na Jugoslávia, onde oficialmente não havia censura, e na Polónia, que sob o domínio comunista, teve uma forte censura ideológica. Porque a censura é tão diversificada, é um tópico complexo. Há três vertentes de censura. A primeira é a censura preventiva, guardando informação sobre as pessoas. Pode ser reconhecido em cartas quando palavras ou secções são apagadas antes da entrega da mensagem. A segunda é a censura informativa. Esta fornece uma base de evidências que é usada para formular políticas sociais ou culturais, ou rastrear 'subversivos'.

(…)

Temas que pode encontrar em Historiana

Conflito e Cooperação

Ideias e ideologias

Vida e lazer

Pessoas em movimento

Direitos e responsabilidades

E pode explorar várias coleções temáticas com conteúdo selecionado de alta qualidade e com licença aberta da Europeana, que é a plataforma digital da União Europeia para o património cultural.

Site da Historiana https://www.beta.historiana.eu/#/

E ver também: http://historiana.eu/about/

Site da notícia do prémio à Historiana: https://euroclio.eu/tag/historiana/

Tópicos: Tags: